A Gerência Médica atua junto ao nosso corpo clínico e tem como função construir fluxos de trabalho, protocolos assistenciais e auxiliar na entrega de um cuidado de excelência técnica

Por Dentro da Pronep 17: Gerência Médica

Gerência Médica. Este é o tema da nova edição da série de publicações “Por Dentro da Pronep”. O departamento atua junto ao nosso corpo clínico e tem como função construir fluxos de trabalho, protocolos assistenciais e auxiliar na entrega de um cuidado de excelência técnica, dentro de todos os limites éticos e legais, pautados sempre pelo acolhimento.

Atualmente a gerência médica é composta por dois médicos, a Dra. Marcia Vlasman (que gerencia as bases operacionais Rio de Janeiro e Espírito Santo) e o Dr. Douglas Fini (responsável pela unidade de São Paulo).

A eles estão ligados os times de apoio assistencial interno e externo, que dão suporte a todas as demandas das operadoras de saúde e apoio ao corpo clínico que realiza as visitas nos domicílios, auxiliando, reforçando e construindo o cuidado diário com nossos pacientes.

“Temos ainda nossos colaboradores administrativos e enfermeiras de suporte em auditoria que auxiliam na organização dos processos de trabalho”, afirmam os gerentes Marcia e Douglas.

“Os principais clientes internos são os núcleos de Enfermagem, Central de Intercorrências, Farmácia e os setores ligados à diretoria operacional, em especial a mesa de Apoio”, contam.

“O sucesso de nossa área está no suporte a cada paciente e seus familiares. As histórias de reabilitação são sempre as mais comoventes. Dentro deste cenário de Covid tivemos uma grande quantidade de pacientes que iniciaram o atendimento com grandes limitações físicas e nesse momento encontram-se reabilitados através do suporte de toda equipe multidisciplinar de atendimento”, narra o médico Douglas Fini.

Além dos pacientes reabilitados após a infecção pelo Coronavírus, como relatado por Douglas, Marcia destaca também os pacientes acompanhados em cuidados paliativos. “Procuramos dar todo o suporte neste momento de extrema delicadeza assim como no luto pós-morte. Temos também casos de lactentes com encefalopatia por deficiência de Vit B12, que foi admitido traqueostomizado, gastrostomizado, evoluiu com reabilitação total, já estando  sem dispositivo algum e com alta programada para rede credenciada”, conta a médica.