De fato, os enfermeiros sempre tiveram papel de grande importância na história do mundo, e hoje não é diferente.

SEMANA DA ENFERMAGEM | A IMPORTÂNCIA DO ENFERMEIRO

Você sabe por que celebramos a Semana da Enfermagem entre os dias 12 a 20 de maio?

No dia 12 de maio, comemora-se o Dia Internacional da Enfermagem em homenagem à Florence Nightingale, pioneira da enfermagem moderna, nascida em 12 de maio de 1820, em Florença, na Itália. Já no dia 20 de maio, é comemorado o Dia do Técnico e Auxiliar de Enfermagem em homenagem à baiana Ana Néri, que faleceu nesta data, em 1880. Ana foi a primeira enfermeira brasileira a se alistar voluntariamente em combates militares, cuidando dos soldados na frente de batalha na Guerra do Paraguai (1864-1870).

De fato, os enfermeiros sempre tiveram papel de grande importância na história do mundo, e hoje não é diferente. São responsáveis por cuidar das pessoas, prestando assistência e garantindo o seu bem-estar. São eles que amparam e confortam não só os pacientes como os familiares. Além disso, cabe ao enfermeiro, em qualquer um de seus níveis de trabalho, coordenar, planejar e supervisionar a assistência prestada por equipes de saúde, atuando em áreas assistenciais, administrativas, gerenciais e também educacionais. 

De acordo com pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aproximadamente metade dos profissionais da área de saúde concentram-se na Enfermagem. Além disso, o levantamento ainda revela que cerca de 80% dos profissionais são técnicos e auxiliares e 20% são enfermeiros.

Qual a importância do enfermeiro no home care?

No home care, os enfermeiros são responsáveis pela assistência de qualidade, avaliando os cuidados prestados pelos técnicos, acompanhando a existência e eficiência de todos os materiais e aparelhos necessários aos cuidados. Já os técnicos de enfermagem têm o papel de oferecer assistência direta ao paciente, conforme todos os cuidados prescritos como administração de medicamentos, curativos, contagem de materiais, entre outros. 

“O enfermeiro tem um papel importante nessa dinâmica com a família na residência, uma vez que ele ajuda a intermediar os conflitos, a solucionar as dúvidas e os anseios. O técnico entra com o papel de apaziguar, amenizar, conversar e acalmar essa família para que tudo seja resolvido da melhor forma possível”.

Flávia Rocha, enfermeira da Unidade Pronep Rio de Janeiro

O desafio é diário quando se trata de cuidar de vidas. Os deveres da equipe de enfermagem, que engloba enfermeiros, técnicos e auxiliares, vai além do acolhimento e assistência ao paciente. Vale destacar que todos são responsáveis pela logística de materiais e controle de medicação, assim como pela segurança do paciente.

“Como enfermeiro de Home Care, eu me sinto diante de um grande desafio. Pois toda a assistência de enfermagem deve ser adaptada e ajustada de acordo com cada domicílio, levando em consideração também as condições sociais e culturais. Além disso, requer o desenvolvimento de nossas habilidades técnicas, emocionais, de improvisos e de flexibilidade necessárias nesse tipo de assistência”.

José Militino, enfermeiro da Pronep Unidade São Paulo

Quando se trata de cuidar de vidas, é fundamental ter um acompanhamento contínuo e personalizado. Dentro da dinâmica familiar, o enfermeiro muitas vezes precisa fazer a ponte entre a família e o paciente, envolvendo o processo de aceitação de dependência dos cuidados e do quadro do paciente. 

“A assistência domiciliar é muito gratificante, pois além de prestar assistência de enfermagem ao paciente, conseguimos atuar na melhora de seu bem-estar em seu ambiente principal: o lar. Além disso,  estamos ali fazendo a diferença na vida de um ser humano, estamos melhorando sua qualidade de vida como um todo”.


Bruna Verly, enfermeira visitadora da Unidade Pronep Vitória.

Nossa equipe se orgulha de cuidar de mais de duas mil vidas, movida por fazer a diferença e buscar melhorar cada vez mais. Afinal, zelamos pelo bem mais precioso: a vida.