O trauma ortopédico é comum e pode ocorrer em qualquer momento da vida. Existem quatro tipos de lesões: fratura, luxação, contusão e torção.

Trauma ortopédico| Qual a diferença entre fratura, luxação, contusão e torção?

O trauma ortopédico é bastante comum e pode ocorrer em qualquer momento da vida. Geralmente, acontece devido à queda, pancada ou acidente. De modo geral, existem quatro tipos de trauma: fratura, luxação, contusão e torção.

Entenda os tipos de lesões

Fratura

        Nesse tipo de lesão, ocorre a perda de continuidade do osso, ou seja, a quebra do osso. Além disso, vale destacar que as fraturas podem ser:

  • Traumáticas (decorrente de acidentes, quedas, movimentos repetitivos ou quando ocorre aplicação de força intensa sob o osso);
  • Patológicas (por ocasião de alguma doença que deixa o osso mais frágil como tumor ou osteoporose);
  • Simples (apenas o osso é quebrado sem que rompa a pele);
  • Expostas (ocorre a perfuração da pele, deixando a fratura exposta ao meio ambiente);
  • Complicadas (quando outras partes além do osso são afetadas como nervos, músculos e vasos sanguíneos);
  • Incompletas (lesão nos ossos sem que ocorra a quebra, mas com os mesmos sintomas da fratura).

Os principais sintomas da fratura são:

  • Inchaço na região fraturada;
  • Hematomas e ferimentos;
  • Formigamento;
  • Estalos;
  • Dor intensa;
  • Incapacidade parcial ou total para mover o membro fraturado.

      O diagnóstico costuma ser feito através de exame de raio-x. Mas vale destacar que, de acordo com a extensão da lesão, os sintomas e as particularidades de cada pessoa, o especialista pode solicitar um exame de imagem mais detalhado, como ressonância magnética.

Luxação

Neste caso, trata-se de um traumatismo que acontece devido ao deslocamento, seja parcial ou total, das extremidades dos ossos das articulações. Diferentemente da fratura, que acontece a quebra do osso, na luxação, o osso apenas sai do lugar. Geralmente, a luxação acontece nos joelhos, ombros, punho, dedos das mãos, quadris e tornozelos.

Os principais sintomas de luxação são:

  • Dores;
  • Inchaço na região;
  • hematomas;
  • Dificuldade de fazer movimentos;
  • Mudanças no formato das articulações.

Para identificar a luxação, costuma ser realizado um exame de raio-x. Além disso, os procedimentos de tomografia computadorizada e ressonância magnética ajudam a avaliar se o osso retornou para a posição normal. Em casos mais graves, a cirurgia pode ser recomendada.

Contusão

Trata-se de um impacto agressivo, ou seja, popularmente conhecido como pancada. Quando a pessoa sofre uma queda, com impacto no joelho, ou um objeto bate no cotovelo ou nos pés, pode gerar contusão.  

Os principais sintomas de contusão são:

  • Inchaço;
  • Vermelhidão ou rouxidão;
  • Dor;
  • Limitação de movimentos na região.

De forma geral, o tratamento costuma ser feito com gelo, descanso, elevação do membro, com o objetivo de evitar inchaço, e medicamentos. Em alguns casos de evolução da contusão, é recomendado buscar avaliação médica.

Torção

Provavelmente você já deve ter ouvido falar de torção. Nesse tipo de trauma, ocorrem lesões dos ligamentos das articulações. Além disso, vale destacar que existem três formas de torção: parcial, estiramento e total. 

Os principais sintomas de torção são:

  • Inchaço;
  • Vermelhidão ou rouxidão;
  • Limitação no movimento do membro.

Geralmente, a torção pode ser tratada com imobilização do membro, gelo, repouso e medicamentos. Porém, em casos mais graves, pode ocorrer tratamento com fisioterapia e até cirurgia.